Pacto social

Autor:Almeida & Leitão, Lda
Páginas:103-104
 
TRECHO GRÁTIS

Page 103

Primeira:

- Antónia Martins de Melo, solteira, contribuinte n.° ......................., natural da freguesia e concelho de ................ e residente na Rua .............., n.° .... ................e

Segundo:

- António Horácio Martins de Melo, solteiro, contribuinte n.° .............., natural da freguesia e concelho de ............... e residente na Rua ..............., n.° ........ - ................

Verifiquei a identidade dos outorgantes por exibição dos seus respectivos Bilhetes de Identidade números: ............, de .../.../... e ............., de .../.../..., ambos do

Arquivo de Identificação de Lisboa.

E disseram:

Que, constituem entre si uma sociedade comercial por quotas de responsabili- dade limitada que vai regular-se pelas cláusulas constantes dos seguintes artigos:

1.°

A sociedade adopta a firma "ANTOXIS - Inoxidáveis para Indústria da Cortiça, Lda", com sede na Rua ......................., n.° ......, ......-.... .......

Parágrafo único:

Por simples deliberação da gerência, a sede social poderá ser transferida para outro local dentro do mesmo concelho ou concelhos limítrofes e, do mesmo modo, poderá a sociedade abrir agências, sucursais e filiais em qualquer zona do país ou estrangeiro.

2.°

A sociedade tem por objecto a construção de máquinas e acessórios em inox para indústria da cortiça, bem como assistência às mesmas.

3.°

O capital social integralmente realizado em dinheiro, é de

Euros ................... (-------), dividido em 2 quotas, sendo uma de

Euros ............ (---------), pertencente à sócia Antónia

Martins de Melo e outra de

Euros ............ (---------), pertencente ao sócio António Horácio

Martins de Melo.Page 104

4.°

A gerência da sociedade, com ou sem remuneração, de acordo com o que for deliberado em assembleia geral, compete à sócia Antónia Martins de Melo, que desde já fica designada gerente.

5.°

A cessão de quotas a estranhos carece do consentimento da sociedade, reservando-se a esta em primeiro lugar e ao sócio não cedente, em segundo, o direito de preferência.

6.°

Em caso de penhora, arresto ou outra forma de apreensão judicial de qualquer quota, a sociedade poderá amortizá-la pelo valor que a mesma tiver segundo o último balanço legalmente aprovado.

7.°

Os sócios poderão fazer suprimentos à sociedade, seja em capital ou em bens móveis ou imóveis.

Parágrafo primeiro: os suprimentos feitos à...

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO